domingo, 27 de julho de 2014

Carta aberta à Editora FTD - Aulão ENEM

Sim, EU FUI! #RockInRioFeelings
Eu fui num evento chamado AULÃO ENEM. Na página de divulgação do evento diz que o "Aulão Enem é um evento para professores do Ensino Médio da rede pública com palestras que vão dar dicas sobre como ajudar os alunos a prepararem-se para o exame. Para animar a festa em São Paulo, a banda de rock Paralamas do Sucesso fecha o evento com um show cheio de hits."

Não sou professor, mas como inspetor de alunos também sou educador, e posso dizer tranquilamente que o evento atingiu o seu objetivo. Ele foi show do começo ao fim.

RECEPÇÃO

O pessoal que nos recepcionou foram bem instruídos, pois não houve tumulto na entrada e todos sabiam perfeitamente para que lado deviam nos orientar a ir. Se houve falha nesse quesito, foi tão pontual que não afetou o todo.



MATERIAL DE DIVULGAÇÃO

O material de divulgação foi muito bem elaborado. "Como que você, em 2 dias, pode dizer com tanta certeza que o material que eles te deram de brinde é bom?" Uma técnica chamada leitura dinâmica me possibilitou isso. Eu até convido vocês a procurar por eles e ver com seus próprios olhos. (Abaixo de cada foto escrevi o objetivo de cada item.)

Para quem prestará Vestibular e ENEM
Ficava em volta do Bem Lembrado
Catálogos dos livros didáticos da FTD
Para professores leigos em Tecnologia

PALESTRAS

1ª - Pachecão

Definitivamente um showman. Ele realmente dá aula na arte de dar aula. Ele mostrou que é possível tornar algo desinteressante para o aluno em algo que valha a pena dar atenção, e que o segredo para o sucesso na profissão de educador é gostar de gente e ter paciência. Isso é só um resumo das sábias palavras dum cara louco no jeito, mas inteligente de coração.

2ª - Geekie Games

Quando soubemos que teria mais uma palestra a expectativa foi: "Agora que a plateia dorme!". Isso não aconteceu. Não gravei o nome do palestrante (quando eu descobrir eu coloco aqui), mas o que posso dizer é que gostei demais da proposta do projeto que ele mostrou. Se você tem um aluno desinteressado e/ou com dificuldade de aprendizagem, saiba mais em www.geekiegames.com.br

3ª - Conclusão

A conclusão não foi o fim do evento, mas sim o fechamento do Aulão. O show dos Paralamas logo após seria a hora do recreio. (Fale "recreio" ao invés de "intervalo" para um aluno e veja a revolta que irá demonstrar!). Essa parte foi feita pelo apresentador, que também não gravei o nome...

O apresentador do evento conduziu muito bem o intervalo entre uma palestra e outra, e finalizou tão bem quanto. Graças a ele - e aos outros palestrantes - que foi possível perceber que os livros que recebemos não eram apenas "uns livros que ganhamos de graça", mas que eles tinham um propósito de estarem lá.

Nessa conclusão mencionou também os tradicionais livros didáticos, que estão registrados no catálogo que veio junto com o material de divulgação.Um detalhe importante: a FTD entregou na escola onde eu trabalho, dias antes do evento, um exemplar de cada livro didático mostrado no evento para degustação dos professores.

DISTRIBUIÇÃO DO LANCHE

Sim, fomos lá não por causa da comida, mas eles ofereçam e eu não quis fazer desfeita... O modo como eles fizeram a distribuição dos lanches me lembrou a de um show da banda Tokyo Police Club que eu fui. Detalhe: o ingresso que ganhei era VIP!

BANHEIRO

O banheiro de show mais limpo que eu já vi na vida. Óbvio que o público é diferente dos outros shows, mas merece menção honrosa.

PARALAMAS DO SUCESSO

Foi muito bom o show. O que mais me deixou feliz é saber que eles serviram não para salvar o evento, mas as músicas deles serviram para celebrar o sucesso de todo ele.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Não, eu não fui pago para fazer isso. Mas é tanta gente reclamando nas redes sociais - e com razão - de empresas que não oferecem e não prestam os serviços que dizem se dispor a realizar que, quando uma faz muita coisa boa em um único evento, essa empresa precisa ser mencionada e elogiada pelo que fez. Então, finalizo meu post com a seguinte frase concludente:

FTD, parabéns pelo #AulãoEnem

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Já viu o meu livro? Não? Pois trate de ver!

DESABAFO

Vou ser bem sincero e direto: acho o meu livro da versão impressa caro para um livro de 48 páginas. Isso tem me causado receio em divulgá-lo para as pessoas. Imaginava as pessoas falando: "Um livro de 300 páginas eu compro por 40 ou menos reais, aí vem um poetazinho desconhecido, nem nome tem, e fica aí, cobrando um absurdo num livrinho fino desse!".

Daí eu resolvi parar de ficar com esse medo besta. Desde quando eu publiquei pela primeira vez o Versos Avulsos já tinha uma versão mais em conta, o ebook em arquivo pdf. Quem gostar do livro pode escolher a versão que lhe agrade mais ou que caiba no bolso.

O QUE VOCÊ ENCONTRA NESSE LIVRO?

Diferente das poesias que eu costumo encontrar nas redes sociais e em outras mídias, eu não foco muito no amor. Eu foco na vida, seja no que sinto, seja retratando algo do meu cotidiano. Pode haver amor, melancolia, ou simplesmente a agonia de ver seu próprio cabelo precisando ser cortado. De todos os livros de poesia, acredito que o meu seja um dos mais diferentes e originais que eu já vi.

Assim, meus caros, venho sem medo dizer que o meu livro está disponível para venda somente pela internet. Já leu algum trecho dele? Não? Saiba que você faz parte da maioria da população internauta de língua portuguesa! Saia da maioria e veja trechos dele no Google Livros e compre no Clube de Autores. Depois me diga o que achou nas redes sociais. Os links estão logo abaixo.

Versos Avulsos no GOOGLE LIVROS (Trechos):
http://books.google.com.br/books?id=JNYIM0ZLmqwC&printsec=frontcover&dq=versos+avulsos+lucas+santos&hl=pt-BR&sa=X&ei=xxntUoGlGsaqkAfqu4DoCw&ved=0CC4Q6AEwAA#v=onepage&q=versos%20avulsos%20lucas%20santos&f=false

Versos Avulsos no CLUBE DE AUTORES (Vendas):
https://clubedeautores.com.br/book/117160--Versos_Avulsos#.Uu0Y5z1dWSo

Eu no FACEBOOK:
https://www.facebook.com/lucas.santos1986

Eu no TWITTER:
https://twitter.com/lucas_santos86


terça-feira, 12 de novembro de 2013

Meu recado para as #Filipinas/My Message for The #Philippines #BangonPilipinas


Observando o meu Facebook eu me deparei com isso: "Abraços de Beagle (raça do Snoopy) para os filipinos." A minha rotina de trabalho fez com que essa notícia passasse desapercebida por mim, mas o atraso da mensagem não me impede de prontamente me pôr no lugar das pessoas que perderam seus entes queridos. Um dia, quem sabe, poderei me tornar um abraçador voluntário, que poderá mostrar sinceramente aos outros que eles não estão sozinhos no mundo. Enquanto esse dia não chega, deixo apenas essa simples e sincera mensagem:

‪#‎MeuAbraçoParaAsFilipinas‬
-------------------------------
(Sorry if my English is not really good.)

 Looking at the feed news of my Facebook profile, I have found the picture aboveMy work schedule has made this news passed unnoticed by me, but the delay of message does not prevent me promptly take pity with those who lost their loved ones. One day, I hope, I can become a volunteer hugger who can sincerely show others that they are not alone in the world. But, for now, I only leave this simple and sincere message:

‪#‎MyHugsForThePhilippines‬


domingo, 6 de outubro de 2013

"AS PESSOAS QUEREM TE VER BEM, MAS NUNCA MELHOR QUE ELAS". (Será?)

Essa frase que usei no título deste post eu vi num Facebook alheio e fiquei pensando nela. Acredito que a frase acima pode até ter uma CERTA razão, mas não TOTAL razão. A CERTA razão é que existem pessoas assim mesmo, mas eu não me enquadro nela. Sempre achei que existem pessoas melhores em alguma coisa do que eu. Sinceramente, alguém estar melhor do que eu não é o problema. O problema é o desespero que alguns têm em querer provar que estão melhor do que você. Será que o desesperado em provar que é melhor que você realmente está satisfeito com a vida que leva? Posso até estar na posição 7 bilhões ou mais em importância no planeta, mas posso sobreviver com isso. Como o 1º colocado pode se incomodar com alguém tão... "inferior" quanto eu?

"Ih! Isso é mais uma daquelas indiretinhas do Face, só que num blog!" Não, não é. Nem estou vivendo uma situação desse tipo no momento. Mas, a gente observa o mundo à nossa volta, e acaba se deparando com pessoas assim vez ou outra, e uma frase jogada num canto qualquer da Internet te faz lembrar disso.

Você é do tipo que se ressente da felicidade alheia? Eu no momento não, mas espero que se eu começar a ter isso que algum amigo meu me ajude a perceber. A inveja e o medo de que alguém se supere são burras, pois todo mundo JÁ é superior em alguma coisa. Por exemplo, o peão da obra perto da sua casa aguenta serviços bem mais pesados do que você. Já vi muita gente que dava conta de ficar marombando na academia, mas não dar conta de um dia de serviço como servente de pedreiro. Eu sei escrever bem melhor do que muito peão, mas é um deles que irei contratar para por um teto acima de mim.

Essa frase poderia ser usada num debate de pelo menos 30 minutos, mas a minha conclusão é que não vou me importar com a superioridade de outros, mesmo que meu empenho não venha a ser correspondido.


sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Eu quero ser jovem

"As flores de plástico não morrem"
Forever young... São muitas as músicas mostrando o desejo que todos nós temos de nunca envelhecer, mas eu sempre me lembro dessa, que ficou famosa através da banda Alphaville. (Se a traduzir, verá que ela é um tanto quanto melancólica diante do inevitável: o envelhecimento.)

Sou jovem, tenho "toda uma vida pela frente", como dizem, mas a sensação de que o tempo passa logo, que estou mais perto da velhice e não deixei a ficha cair e que nem tudo o que quero fazer terei tempo de realizar são frequentes. Quero ser jovem para sempre, nunca morrer, e ser saudável sempre pra não dar trabalho pra ninguém; mas, como sabemos, temos um contrato que se expira numa data desconhecida.

Até o presente momento não dá para ser jovem para sempre, mas me consola saber que a juventude das atitudes ainda existem, mesmo quando o corpo não corresponde. Como reza uma outra canção, "existem jovens de oitenta e tantos anos, e também velhos de apenas vinte e seis". Procuro andar com esses jovens de espirito, a turma dos que não são cheios de si, sem egoísmo, arrogância e outras coisas que mais enrugam a cara das pessoas por as fazerem parecer que estão com ânsia de vômito e dor de barriga do que feliz e capaz de tornar jovens os ânimos das pessoas que se aproximam.

Não sei como estas palavras estão parecendo para você que agora as lê, mas o que eu sei é que há momentos que ficamos assim, pensando na vida e no jeito que a gente está levando ela. Será que falta alguma coisa, mesmo a situação sendo a melhor possível? Poderia fazer mais, já que só o fato de estar vivo é um indício de possibilidades que podem ser alcançadas? Há respostas que talvez sabemos, outras que ainda procuramos um jeito de respondê-las, ou até mesmo as deixamos pra lá por puro comodismo, mas de tudo o que foi dito aqui podemos concluir apenas uma única coisa: já que não podemos ser jovens para sempre, que ela ao menos seja eterna enquanto dure...

sábado, 31 de agosto de 2013

Não sou ator famoso, mas sou o que eles são.

Não sou artista que aparece nas principais mídias de comunicação e nem sou famoso por qualquer outro motivo, mas eu sou algo que essas pessoas também são: sou uma pessoa pública. "Como assim? Você é pessoa pública sem ao menos ter feito uma ponta numa novela sequer?" Vou explicar.

Eu sou inspetor de alunos, e sou exposto todos os dias a um público jovem, que vai dos 11 aos 18 anos. Sou observado, questionado, ficam curiosos a respeito da minha vida pessoal; muita gente me assiste. Eu interajo com esse público não é via tela de computador/TV/celular/tablet/qualquer-outro-dispositivo-áudio-visual. É sempre ao vivo. Não dá pra fazer um compacto com os meus melhores momentos de "vão pra sala!" que não vou ter o mesmo efeito. Devido a essa interação é comum que pessoas que eu nem sei o nome saibam como eu me chamo.

Eu ando nas imediações da escola e vez ou outra pais de alunos me abordam perguntando como anda o filho na escola, alunos e pais me perguntam se vai ter aula tal dia, quando vai ter a reunião de pais, quem que bateu em quem e por quê - sim, sempre tem aluno que gosta de uma fofoca interna! - mas dificilmente vão me parar para pedir autógrafo!

Apesar de não ser um ator, eu e meus colegas somos surpreendidos quando um aluno dentre centenas que retrucam por não quererem ir pra sala te veem como um exemplo, que valoriza o seu trabalho, e que se inspiram no modo como lidamos com as pessoas. Isso faz muita diferença numa profissão em que, na maioria das vezes, você parece estar sozinho por sempre estar como que dentro da cova dos leões. ("Leões" leia-se "situações estressantes causadas pelo número de pessoas muito jovens com pensamentos conflitantes") Nesses momentos é que você encontra forças para continuar na profissão, e que, sem pretensão nenhuma, você está fazendo a diferença na vida de alguém.

Sou uma pessoa pública. Numa escala BEM menor, mas sou. Engraçado eu ter já ter percebido isso, mas vir a escrever tudo isso só depois de ler este status no Facebook...

https://www.facebook.com/lucassallesg/posts/294178454056615

P.S.: Esteja logado em sua conta no Facebook para poder ver o que está escrito.

sábado, 10 de agosto de 2013

VS.

Na corda bamba, no fio da navalha.
Tomando cuidado com o cara canalha.
Sempre à espreita, quer me pegar.
Motivo pra briga ele quer arrumar.

Se acha um homem, mas é um moleque.
Na sua ousadia estou dando um breque.
Não posso impedi-lo de ser um idiota,
Mas o desrespeito com tesoura se corta.